Registe-se   •Recuperar palavra-passe
Termos e Condições Política de Privacidade Trocas e Devoluções

TexBoost

TexBoost- less Commodities more Specialities

 

O projeto mobilizador TexBoost – less Commodities more Specialities é um projeto estruturante do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda, que tem o objetivo de englobar um conjunto de iniciativas de I&D de forte carácter coletivo e elevado efeito indutor e demonstrador, com o envolvimento central de empresas da fileira Têxtil e Vestuário, mas também de outros sectores da economia complementares.

O consórcio de desenvolvimento do TexBoost, liderado pela empresa RIOPELE e sob a coordenação técnica do CITEVE, envolve um total de 43 entidades, sendo que 23 são empresas industriais de toda a fileira têxtil e 15 são ENESII (entidades não empresariais do sistema de I&I).

O TexBoost representa um investimento total de 9.229.676,60 euros, a que corresponde uma taxa de financiamento de 68,96% por parte do programa Compete 2020, e está organizado em 6 PPS – Produtos, Processos e Serviços (um dos quais de gestão, divulgação e exploração dos resultados), construídos a partir de 50 atividades das quais resultarão 17 novas soluções inovadoras em diferentes áreas.

Iniciado em 1 de julho de 2017 e com data prevista de fim a 30 de junho de 2020, o projeto tem as seguintes atividades principais:

→ desenvolver uma nova geração de soluções têxteis, em que o seu grau de inovação é radical face aos produtos existentes, incluindo a geração de novos conhecimentos científicos;

→ desenvolver produtos e processos altamente inovadores, com recurso a tecnologias emergentes e de ponta que irão permitir novas experiências aos consumidores e às empresas participantes em cada PPS;

→ facilitar o acesso pelas empresas envolvidas a novos mercados / áreas de negócio ou o reforço dos atuais mercados / áreas de negócio, tanto a nível nacional como internacional.

 

 

A DAMEL está envolvida no

PPS3-Novas estruturas, e líder da AN4- Estruturas avançadas para agricultura em ambientes extremos

Esta atividade nuclear visa a investigação e desenvolvimento de estruturas têxteis com funcionalidades e performances avançadas para a produção de de vestuário de proteção individual multicamada para agricultores.

O objetivo é que permitam proteger os trabalhadores de ambientes extremos recorrentes na sua atividade profissional e que resultam do contacto com agentes perfurantes, produtos químicos, índices de temperaturas elevados e da exposição aos raios UV, de forma a reduzir a incidência crescente de problemas de saúde nestes profissionais.

O desenvolvimento desta tipologia de vestuário técnico e funcional irá colmatar uma lacuna existente no mercado no que diz respeito à inexistência de equipamentos de proteção individual para atividades agrícolas.

 

e no PPS4-IE Textiles da qual é líder da AN3 – Vestuário Inteligente para a prática de surf em ambiente adversos

De acordo com os dados da Federação Portuguesa de Surf existem em Portugal cerca de 11 500 atletas federados, um total de 165 clubes e 365 escolas, 3 associações nacionais e 100 atividades organizadas anualmente pela federação, sendo que estes números tendem a crescer. A Organização Internacional de Surf estima, por seu lado, que existam cerca de 23 milhões de praticantes desta modalidade em todo o mundo.

Existem, contudo, riscos associados a esta prática desportiva, sendo que, e de acordo com o National Weather Service, desde 2014 já ocorreram mais de duas centenas de acidentes que resultaram na morte de surfistas em território norte-americano. Perante estes factos, foi identificada a necessidade de desenvolvimento de um novo fato para a prática de surf em ambientes particularmente adversos, de forma a incrementar o conforto, a performance e a segurança do utilizador.

 

Pode encontrar mais informações sobre este projeto no link seguinte: https://www.texboost.pt/